Aspectos Culturais do Kung Fu O pincel e a espada

Aspectos Culturais do Kung Fu

   O Mestre disse: “É por retomar o antigo que se aprende o novo e, assim, nos tornamos mestres”. (Os Analectos, 2: 11)

Confúcio

 O que diferencia o Kung Fu das demais artes marciais são exatamente os fundamentos intelectuais e culturais. Tradição é importante. Escrevemos num computador, mas é necessário saber escrever com a caneta também.

Kung fu e cultura – o paradoxo

O Kung Fu trabalha com o conceito de Wu Tao (caminho da guerra).  Trilhando a via da guerra devemos desenvolver diversas manifestações da arte e ciências humanas. Na China, para ser considerado Mestre (Shi Fu), deve-se demonstrar boa formação. Dos diversos conhecimentos temos a Filosofia, Medicina, Caligrafia, Pintura, Poesia, Música, artesanato em geral e comportamento. É claro que o treinamento é o principal, mas não poderíamos chamar de Kung Fu somente um punhado de golpes para atingir o adversário. O Kung Fu transcendeu a esses estreitos limites há séculos.

Quais são as manifestações culturais que se relacionam de alguma forma com o Kung Fu?

Na música temos tradicionalmente a flauta (Zen do sopro), o toque do tambor na dança do leão e o Er Hu (típico alaúde).

No artesanato a própria manufatura dos leões, a manutenção das armas, criação e confecção de placas de madeira com o nome das escolas e a fabricação das roupas.

Na caligrafia, as tradicionais escrituras com pincel (Xu Fá) são afixadas nas academias (geralmente poesias), ideogramas são feitos nas bandeiras. Diz a tradição que conhecemos um bom Kung Fu através da caligrafia. Um esgrimista não treme as mãos e um calígrafo não desenvolve agressividade em excesso. A espada (ou Punhos) e o pincel são opostos que se complementam. São Ying e Yang.

guzheng (1)

Na poesia, os fundamentos de Kung Fu são transmitidos através de poemas e homenagens póstumas também. Devemos homenagear companheiros e mestres que partiram através de nossa expressão dos sentimentos.

Ensinamentos técnicos também são recitados em voz alta pelos praticantes de Kung Fu enquanto repetem as formas (Tao Lu). Poemas também são utilizados em convites e certificações.

A filosofia e literatura clássica chinesa influenciaram grandemente o desenvolvimento desta arte marcial. Os fundamentos teóricos são explicados através do Tao. Os conceitos de ética, moral e comportamento são herdados de Confúcio. As buscas sobre o autoconhecimento e espiritualidade são típicas questões desenvolvidas e estudadas pelo Budismo.

Medicina Tradicional Chinesa – Um bom mestre de Kung Fu é aquele que além de saber quebrar (com golpes) sabe consertar (com medicina).  Mestres de Kung Fu geralmente dominam alguma área da MTC (Medicina Tradicional Chinesa) como a acupuntura, moxabustão, fitoterapia, massagem, ventosas e Chi Kung. Os conhecimentos sobre fisiologia Zhang Fu (cinco órgãos e seis vísceras), o caminho dos meridianos, pontos críticos de energia e anatomia facilitaram o desenvolvimento de pontos energéticos fatais. O Dan Xie, ou pontos de energia, são golpeados  enquanto a energia passa por ele.  Tais pontos podem apenas atordoar, causar sangramento, hemorragia, convulsões ou até mesmo levar à morte.

Diz-se que um verdadeiro Mestre deve saber onde são estes pontos, como golpeá-los corretamente e como tratar alguém que recebeu um golpe em tal local. Além disso, os pesados treinamentos geralmente causavadrum-001m lesões e um Shifu (professor) prevenido deve saber como cuidar de seus alunos.

Feng Shue – Conhecimentos de Feng Shue para a decoração do interior da escola e posição interna também são importantes. Na escola de Kung Fu (Mo Kwoon), existe o lugar correto para a colocação das armas longas, armas curtas, santuário da família e mestres, plantas ornamentais e imagem do General Kwan (Deus da guerra e da literatura, conhecido também por ter sido general e ministro da justiça – hoje o protetor da arte marcial).

As posições dos móveis são determinadas seguindo a teoria dos cinco elementos (metal, fogo, água, madeira e terra), cinco animais (tigre, fênix, tartaruga, serpente e dragão), Ying Yang e Ba Gua. Diz a frase: “em Feng Shue devemos esconder o Tigre e mostrar o Dragão”.

O Xiong Xi ou Xadrês chinês e o Go ou Wei Chi  desenvolvem o senso estratégico e tático no indivíduo, além de ampliar e otimizar o raciocínio, aumentam a percepção e o despertar a coragem.

O Chá Tao – Caminho do Chá – desenvolve nosso poder de concentração. Aprendemos com o chá a sentir prazer nas pequenas coisas da vida como ferver a água a uma temperatura correta, observar a erva se decompondo no bule e, posteriormente, a percebermos no suave aroma e sabor da bebida.

Artes como a pintura (Xu Y Mo), Bonsai (Pen Jin) e Ikebana (Hua Tao- caminho das flores), despertam a sensibilidade que um praticante dedicado às artes marciais talvez perca após anos de árduo treinamento.

Com a prática do Chi Kung (Nei Tan – alquimia interna) desenvolvemos nossa energia interna, intuição, concentração e até mesmo capacidade paranormais. O Yôga taoísta juntamente com a filosofia clássica chinesa nos auxilia a compreender melhor o universo, nos livra de doenças e nos cura delas, além de auxiliar no autoconhecimento.

Chi Kung – Como foi mostrado anteriormente, o Kung Fu é desenvolvido juntamente com as diversas disciplinas chinesas. Separá-las dele é impossível e o tornaria distante de suas verdadeiras raízes.

O estudo do Kung Fu como caminho (Tao) exige que o praticante saiba reconhecer atributos de Tao e Dharma. Tais estruturas de pensamento pouco (ou nada) têm a ver com religião. Tao é o Grande Caminho, Dharma – a Grande Lei.

Enfim, Tao é o caminho que o homem deve seguir se ele procura realizar-se enquanto ser humano.

Confúcio (551-479 a.C.), vivendo numa época de constante guerra, de caos político e social (a chamada Era dos Estados Combatentes – quando todos os valores humanos estavam desmoronando, esquecidos, desprezados), procurou restaurar a harmonia, a ordem e o amor na sociedade.

Em meio a esses conflitos, ele empreendeu o resgate do estudo dos ritos e dos grandes Reis e dedicou sua vida a buscar um ideal e uma realização: ser conselheiro de um grande Rei e governar para a paz.

Para tanto, compilou as obras mais importantes dos escritos antigos (datadas de até dois mil e quinhentos anos antes de Confúcio), reorganizou-as e editou-as de acordo com seus princípios. E depois de sua morte, esses pensamentos têm predominado na cultura chinesa até hoje.

É o mesmo Confúcio quem nos Analectos proclama o valor da lembrança dos ensinamentos dos Antigos. “Eu não nasci sábio. Gosto da sabedoria dos antigos e busco neles para o meu ser”.

O que o Mestre afirma, portanto, é que não inventou nada, mas sim aprendeu com os antigos, e aquele que também assim fizer, será sábio: “É por retomar o antigo que se aprende o novo e, assim, nos tornamos mestres” (Os Analectos, 2: 11).

Não se trata, porém, de “conservadorismo”. De acordo com o “Livro da Harmonia Perfeita”, a recordação dos Antigos é condição para o progresso.

É por respeitar a natureza virtuosa que o homem verdadeiro dedica-se a aprender o Tao.

Lion-1

Os Ritos – Neste tópico cabe fazermos o seguinte questionamento: qual o sentido dos ritos que, no Oriente não são rituais vazios, mas sim uma prática preocupada em ajudar a retomar memória do ser humano esquecente?

Segundo Confúcio os ritos são importantes e honrados. Para ele, os ritos nada têm a ver  com religião. “É realizando os ritos que aprendemos o conhecimento do Passado”. (Confúcio)

E no âmbito pessoal, no cotidiano, também devemos recordar quem somos, o que fizemos e o que queremos. Nesse sentido é importante que reflitamos todos os dias sobre o que deixamos de aprender ou sobre nossos erros e falhas. Disse Tsi-Hah: “Perceber a cada dia o que se perdeu (pelo esquecimento), e se em um mês não esquecermos daquilo que aprendemos, podemos afirmar que isto é gostar de aprender. (Os Analectos, 19:5)”.

“Aquilo que o Céu confere é chamado” natureza”.

O  que está em harmonia com a natureza é chamado Tao.

O cultivo do Tao é chamado pedagogia “.Yixing-pot

As artes marciais quando se afastam do Zen e do Tao transformam-se em um conglomerado de golpes vazios. Observando mais minuciosamente isto acaba simplificando por demais as artes de combate orientais, particularmente o Kung Fu.

Antes de concluirmos que a civilização ocidental pode ou deve dispensar os métodos de pensamento orientais devemos nos perguntar. O que é filosofia oriental? Logo em seguida devemos ter conhecimento que o Kung Fu (Wu Shu) é um dos grandes veículos de prática do pensamento clássico chinês.

As cinco qualidades do sábio segundo Confúcio:

Honestidade, cortesia, benevolência, sabedoria e fidelidade.

  As artes chinesas 

  1. Caligrafia
  2. Pintura
  3. Poesia
  4. Música
  5. Xadrês
  6. Wei chi
  7. Damas
  8. Mah Jong
  9. Arco e flecha
  10. Arquitetura
  11. Escultura
  12. Bronze
  13. Cerâmica
  14. Nós
  15. Corte papel
  16. Hua tao – caminho das flores
  17. Ben jin – bonsai
  18. Cerimônia do chá
  19. Literatura
  20. Astrologia
  21. Numerologia
  22. Arquitetura
  23. Marcenaria
  24. Feng shue
  25. Dança
  26. Carimbo
  27. Matemática
  28. Geologia
  29. meteorologia
  30. aritimética
  31. Física
  32. Química
  33. Alquimia
  34. Geomancia
       

About The Author

Para praticar o Kung Fu seja firme em sua meta, mantenha-se forte e saudável, e defenda seu país. Seja correto em sua conduta, pratique humildade e cautela, treine o corpo e a mente; Seja firme em sua força de vontade, faça o bem e evite o mal. Há 20 anos ensino Kung Fu, Budismo e Cultura Chinesa aos brasileiros. Junte-se a mim nesta jornada!

Recent Posts

 
À espera de Shideyang
Share this on WhatsApp Mestre Shi Deyang começou a treinar no Templo Shaolin quando ele tinha  tenra idade e é descendente da 31ª geração de monges guerreiros de Dengfeng sendo discípulo direto do abade da cultura Shaolin espiritual, Grande Mestre Superior Shi Suxi que foi um dos últimos monges guerreiros de Shaolin no Século 21
Gung Gee Fook Fu Kuen – 工字伏虎拳
Share this on WhatsApp O Hung Ga Kuen (洪家拳), Hung Ga (洪家) ou Hung Kuen (洪拳), em mandarim (洪家拳) hong jia quan. É um sistema de kung fu desenvolvido no século XVII, que está associado ao herói popular chinês Wong Fei Hung, que foi mestre de Hung Ga. Considerado um sistema Nan Quan, este é
Lohan com a Yazigi
Share this on WhatsApp Campanha da Yazigi no Templo Lohan com nossos leões chineses…e no final o santuário do Kwan Kun! A ideia é que se você sabe inglês, poderá estar em qualquer lugar! Muito bom! Aparecemos pouco, mas tá valendo! Link original da Yazigi: https://www.youtube.com/shared?ci=Rzw55hGPyDw Não ensinamos apenas inglês. Formamos Cidadãos do Mundo. Yázigi.
Evidências da Prática Marcial em Shaolin
Share this on WhatsAppMeir Shahar[*] [mshahar@post.tau.ac.il] Tradução de Rodrigo Wolff Apolloni[**] [shaolin.curitiba@avalon.sul.com.br] O mosteiro de Shaolin é provavelmente um dos mais famosos templos budistas do mundo. A razão não está ligada a contribuições doutrinárias de seus monges residentes, tampouco às tradições que associam o mosteiro à figura de Bodhidharma (Ta Mo), o fundador lendário da
CASA e JARDIM
Share this on WhatsAppMatéria no Globo.com -Casa e Jardim 15 LUGARES QUE VOCÊ NÃO PODE PERDER NA LIBERDADE TEMPLO LOHAN SHAOLIN KUNG FU O QUE É O templo chinês funciona em uma antiga casa portuguesa construída nos anos 1800 e recém-reformada. O espaço oferece diversas atividades e aulas ligadas à cultura chinesa, como o kung fu e o budismo. DICAS O
Dança do dragão e leão
Share this on WhatsApp Dança do leão (chinês: 舞獅; pinyin: wǔshī) é uma forma de dança tradicional na cultura chinesa, na qual os participantes imitam os movimentos de um leão usando uma fantasia do animal. O traje de leão pode ser manejado por um único dançarino, que salta e movimenta energicamente a cabeça, as mandíbulas
Seminário de Wing Chun
Share this on WhatsApp Wing Chun é um sistema de luta surgido no sul da China que se distingue pela economia de movimentos e utilização da estrutura óssea. Sendo um dos sistemas de luta mais populares em todo o mundo atualmente, a arte baseia-se na leitura da inteligência da “Garça” com a “Serpente” e na
Jornal da Gazeta
Share this on WhatsApp Um professor de artes marciais que desafia o próprio corpo. Ele consegue cravar pregos na mão, quebrar tijolos com a cabeça e entortar ferro, resultados de anos de treinamento. E com tantas habilidades, ele atrai alunos de várias partes do Brasil.   Categoria(s): Jornal da Gazeta / Jornalismo / Notícias Share
Cerimônia de Benção do Templo Lohan
Share this on WhatsApp Sutra do Coração O Bodhisattva Avalokitesvara praticava profundamente o Prajna Paramitta (a sabedoria) e viu claramente o vazio de todos os cinco agregados, e assim libertou-se de todos os sofrimentos. Ó Shariputra, forma não se diferencia de vazio, vazio não se diferencia de forma. Forma é exatamente vazio, vazio é exatamente
Virada de Ano Novo Chinês
Share this on WhatsApp Festa da Primavera da China Como o Natal para o Ocidente, a Festa da Primavera é a o evento mais importante de todo o ano para os chineses. Com o passar do tempo, a gente chinesa tem registrado mudanças tanto no conteúdo como na maneira daquela importante festa. Porém, sua posição
Ano Novo Chinês
Share this on WhatsApp Ano do Galo O otimismo do ano do macaco sobrepõe o ano do galo, mas o galo tende a ser muito confidente e é determinado nos seus planos. Quando o galo colorido trouxer dias brilhantes e felizes, dissipará também a energia. Os seus trajetos são práticos e bem provados. Esqueça esse
Matéria no G1
Share this on WhatsApp Queima de incenso em papel marca chegada do Ano Novo Chinês em templo na Liberdade Comemorações pelo Ano do Galo terminam neste domingo no tradicional bairro oriental de São Paulo. Por G1 São Paulo 29/01/2017 08h45  Uma cerimônia de queima de incenso em papel marcou a chegada do Ano Novo Chinês
Ano Novo Chinês Hakka
Share this on WhatsApp O período regido pelo Macaco de Fogo é de muita sorte, bons fluídos e boas oportunidades a quem planta o bem. O Macaco de Fogo é justo e cumpri o que está traçado na vida das pessoas. Logo, cuidado com o que andou plantando na vida. Ao Macaco está associado um
Ano do Macaco de Fogo 2016
Share this on WhatsApp Os chineses acreditam que o vermelho tem o poder de atrair a boa sorte e afugentar os maus espíritos. Por essa razão, esta é a cor onipresente nas tradicionais celebrações do Ano Novo Chinês – tão dominante quanto o branco nas nossa viradas de ano. O Ano Novo Chinês é comemorado
Festival das Lanternas
Share this on WhatsApp Festival das Lanternas Ele é comemorado por mais de 2.000 anos no dia 15 do primeiro mês do calendário lunar. Segundo a história, a origem do festival vem da dinastia Han. O imperador Ming, defensor do Budismo, percebeu que alguns monges acendiam lanternas nos templos no 15° dia do primeiro mês
Monges Shaolin contra Ronin
Share this on WhatsAppEnquanto o famoso Templo Shaolin se tornou renomado por seus monges guerreiros, foi durante o período Ming que o templo estabeleceu a sua reputação de bastiões do estudo marcial. Ironicamente, os monges guerreiros que ajudaram o Templo Shaolin a ganhar esta reputação não se pareciam em nada com as suas contrapartes. Eles
Diyu 地獄
Share this on WhatsAppEssa é a versão chinesa do inferno, descrita em até 18 níveis, sendo que cada um deles é controlado por um juiz e as punições são aplicadas aos pecadores conforme a vida que tiveram na Terra. Acredita-se que uma pessoa deve passar por 134 infernos de tortura e dor antes de reencarnar
Baishi 拜師
Share this on WhatsAppPor Dani Hu 琥 少 修 Trata-se de uma das cerimônias mais significativas no Kung Fu tradicional, uma vez que, ela ocorre por ocasião da aceitação formal de um discípulo pelo mestre. Podemos traduzir como reverencia ao Shifu (師父), indicando uma forma de prestar respeitos ao mesmo, enquanto ele o acolhe em sua família perante aos seus
Hong Bao 紅包
Share this on WhatsAppDani Hu 琥 少 修 “A tradição do envelope vermelho” Dentre as inúmeras tradições que envolvem a arte chinesa do Kung fu, a oferta do Hongbao é, certamente, a mais significativa na relação entre o mestre e o discípulo. A palavra Hongbao tem o significado de “envelope vermelho”, e a sua tradição vem de uma antiga lenda,
Yazigi
Share this on WhatsApp Campanha da Yazigi no Templo Lohan com nossos leões chineses…e no final o santuário do Kwan Kun! A ideia é que se você sabe inglês, poderá estar em qualquer lugar! Muito bom! Aparecemos pouco, mas tá valendo! Link original da Yazigi: https://www.youtube.com/shared?ci=Rzw55hGPyDw Não ensinamos apenas inglês. Formamos Cidadãos do Mundo. Yázigi.
Vida Lohan
Share this on WhatsAppNavegadores antigos tinham uma frase gloriosa: “Navegar é preciso; viver não é preciso”. Quero para mim o espírito [d]esta frase, transformada a forma para a casar como eu sou: Viver não é necessário; o que é necessário é criar. Não conto gozar a minha vida; nem em gozá-la penso. Só quero torná-la
O Caminho do Céu
Share this on WhatsAppTratado sobre o Caminho do Céu Publicado no livro “Recomendações do pavilhão dos ancestrais”, ISBN 978-85-65996-02-0, ano de 2009, e registrado no creative commons em 2011.  Prof. Dr. André Bueno O tudo pertence ao infinito. Logo, criação e destruição pertencem ao finito. O principio é, pois, parte do infinito; a matéria, do finito.Todos
Muslim Kung Fu
Share this on WhatsAppO Lohan é um dos locais no Brasil que mais se dedicam a absorver, pesquisar, explorar, lecionar e propagar a tradicional arte marcial da china, o Kung Fu. Dentre as diversas escolas de Kung Fu ensinadas no Instituto Lohan e no Templo Lohan pode-se encontrar o ancestral Suai Jiao (arte marciais de
Ensinar ou ganhar a vida?
Share this on WhatsAppÉ demasiado difícil pensar com nobreza e ter metas e aspirações elevadas quando pensamos apenas em ganhar a vida. Esse é a questao mais elevada na filosofia chinesa: Como sobreviver e ainda assim deixar frutos para o mundo e as gerações vindouras? Trinta anos é uma idade difícil. Quando cheguei aos trinta
Superhumanos no IG!
Share this on WhatsApp Série de Stan Lee ganha versão latina com “Super-Humanos” brasileiros Personagens do reality parecem saídos dos filmes hollywoodianos, mas provam que são de carne e osso Emilio Franco Jr, especial para o iG  São mais de 7 bilhões de pessoas no mundo, todas, em teoria, geneticamente semelhantes. Mas, às vezes, acontecem
Você pratica Kung Fu?
Share this on WhatsAppKung Fu? Acha que pratica? Não se pratica Kung Fu às terças e quintas das 20h às 21:30! Kung Fu  é um modo de vida, um pensamento. Não podemos apenas ‘praticar’ kung Fu. Nós vivemos Kung Fu! Não existe um só momento em que NÃO ‘praticamos’, nem muito menos existem momentos especiais
A meditação e o Kung Fu
Share this on WhatsAppCom o objetivo de tornar as pessoas mais conscientes e familiarizadas com a própria vida interior, o mestre Luis Mello trouxe para o bairro da Liberdade um templo budista que oferece aulas de meditação além de cursos de artes marciais. O shifu (professor) ou mestre, como Mello é conhecido, comanda os trabalhos
As 5 técnicas embrionárias!
Share this on WhatsAppO TaoLu denominado Shipa Lohan Shou ( 18 mãos de Arhat) é a forma embrionária de toda a grande escola de Kung Fu do Templo Shaolin. Ela forma um conjunto de cinco técnicas essenciais das artes Shaolin: 1 – Cha´n – o caminho do Zen e da meditação 2 – Y Jing
Aspectos Culturais do Kung Fu
Share this on WhatsAppAspectos Culturais do Kung Fu    O Mestre disse: “É por retomar o antigo que se aprende o novo e, assim, nos tornamos mestres”. (Os Analectos, 2: 11) Confúcio  O que diferencia o Kung Fu das demais artes marciais são exatamente os fundamentos intelectuais e culturais. Tradição é importante. Escrevemos num computador, mas
A transmissão da Lâmpada
Share this on WhatsAppO ENSINAMENTO ZEN DE BODHIDHARMA INTRODUÇÃO O budismo chegou à China 2.000 anos atrás. Reporta-se que já no ano 65 d.C., uma comunidade de monges budistas vivia sob proteção da realeza na parte norte da Província de Kiangsu, próxima do local de nascimento de Confúcio, e os primeiros monges provavelmente chegaram 100

Shaolin Temple

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Shaolin</span> Temple
</span>
</span>

Templo Lohan

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Templo</span> Lohan
</span>
</span>

O Blog do Shifu

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>O</span> Blog do Shifu 
</span>
</span>

Shaolin Cha´n

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Shaolin</span> Cha´n
</span>
</span>

Contate-nos

 

Praça da Liberdade, nº 262 – 1ºandar, Liberdade, São Paulo
Telefone: (+55 11) 3271-5748
Mobile:(+55 11) 9.9378.5173
E-mail: institutolohan@outlook.com
Website: www.institutolohan.com.br

Postagens

 
novembro 2014
S T Q Q S S D
« out   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Flickr Widget

 
Flickr Badges Widget

Como começar?

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Como</span> começar?
</span>
</span>

Marque uma aula hoje mesmo no Instituto Lohan. Basta agendar aqui. Entenda como começar no Kung Fu!