Muslim Kung Fu Kung Fu Islâmico

O Lohan é um dos locais no Brasil que mais se dedicam a absorver, pesquisar, explorar, lecionar e propagar a tradicional arte marcial da china, o Kung Fu. Dentre as diversas escolas de Kung Fu ensinadas no Instituto Lohan e no Templo Lohan pode-se encontrar o ancestral Suai Jiao (arte marciais de agarramento provinda dos ancestrais campos de batalha da China lendária), o Shaolin Quan (estilos desenvolvidos no Templo de Shaolin), Taiji Quan (artes marciais nascidas na Vila Chen em Chenjiagou) e Hung Gar e Wing Chun (estilos provindos dos rebeldes que lutavam contra os invasores Manchu). Porém umas das escolas de Kung Fu mais exóticas e interessantes e extremamente essenciais dentro do universo do Wushu, mas que poucas pessoas sabem que existe são os estilos de Kung Fu muçulmanos do povo Hui como Tan Tui, Chá Quan e Piqua Quan.

Estilos muçulmanos de Kung-Fu

A população muçulmana da China, minoria conhecida como o povo Hui, praticaram Kung-Fu por centenas de anos. Embora eles não sejam fisicamente diferentes da maioria dos chineses Han, a etnia Hui segue a religião islâmica e rejeitam muitos alimentos comuns na China, tais como carne de porco, cachorro e cavalo. A perseguição contra os Hui durante a Dinastia Qing manchu  particularmente promoveu a aprendizagem do Kung-Fu para a auto-defesa e a guerrilha anti manchu. Ao longo dos anos artistas marciais Hui  têm aprendido, adaptado, desenvolvendo, modificando bem como gerando os seus próprios sistemas de Kung Fu. Muitos famosos artistas marciais históricos vieram das fileiras de praticantes muçulmanos.

Artes marciais muçulmanas são tão diversas quanto as demais escolas variadas  de Kung-Fu. Há estilos internos que foram ensinados aos membros da etnia muçulmana Hui por sacerdotes taoístas, estilos rápidos que favorecem chutes, velocidade e agilidade, e mais fortes, e também estilos aterrados ao solo que promovem o enraizamento através do Qigong.

Assim como no resto do  Kung-Fu chinês, uma infinidade de armas existem no Kung-Fu muçulmano. Assim como no Monastério Shaolin e nas montanhas Wudang, Mesquitas  muçulmanas na China comumente praticam Kung-Fu e o transmitiram aos discípulos mais dignos.

Muçulmanos praticantes de Kung-Fu comumente basearam o seu padrão de formação em Kung Fu utilizando conceitos filosóficos  islâmicos como as letras do alfabeto árabe ou leitura e aprendizagem do Corão e a Suna do Profeta Mohamed (SWS)!

Muitos estilos de Kung-Fu  foram ensinados em segredo ao longo dos anos para os membros da família ou discípulos especialmente selecionados.  No entanto, as artes marciais muçulmanas foram especialmente sigilosas e apenas ensinadas a pessoas islâmicas.  Como tal, muitos estilos muçulmanos antigos de Kung-Fu são muito raros e alguns, como Huihui Shiba Zhou quase desapareceu completamente. O Kung Fu muçulmano, assim como outros sistemas secretos, começou a se abrir para o público em geral no início do século 20. Hoje vários estilos muçulmanos gozam de popularidade em todo o mundo. O Tan Tui foi desenvolvido pela etnia Hui a partir do Kung Fu chinês e mais tarde foi introduzido e bem recebido no Templo Shaolin tornando-se exercício fundamental do Shaolin Kung Fu. A frase “Se você domina Tan Tui Kung Fu dominará todo o Kung Fu!” é célebre em inúmeras escolas de Wushu da China.

Estilos de Kung-Fu desenvolvidos e / ou propagados  pela etnia muçulmana Hui da China incluem:

  • Tan Tui – Pernas de mola
  • Baijiquan – Punho oito extremos
  • Chaquan – Punho de Shamir
  • Qishiquan – Sete estrelas
  • Piguaquan – Punho de machado
  • Huihui Shiba Zhou – 18 mãos da etnia Hui

11096459_10152906385059121_2765050990352987747_o

       

About The Author

Para praticar o Kung Fu seja firme em sua meta, mantenha-se forte e saudável, e defenda seu país. Seja correto em sua conduta, pratique humildade e cautela, treine o corpo e a mente; Seja firme em sua força de vontade, faça o bem e evite o mal. Há 20 anos ensino Kung Fu, Budismo e Cultura Chinesa aos brasileiros. Junte-se a mim nesta jornada!

Shaolin Temple

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Shaolin</span> Temple
</span>
</span>

Templo Lohan

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Templo</span> Lohan
</span>
</span>

O Blog do Shifu

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>O</span> Blog do Shifu 
</span>
</span>

Shaolin Cha´n

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Shaolin</span> Cha´n
</span>
</span>

Contate-nos

 

Praça da Liberdade, nº 262 – 1ºandar, Liberdade, São Paulo
Telefone: (+55 11) 3271-5748
Mobile:(+55 11) 9.9378.5173
E-mail: institutolohan@outlook.com
Website: www.institutolohan.com.br

Postagens

 
Janeiro 2016
S T Q Q S S D
« maio   out »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Flickr Widget

 
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
  • Uma foto no Flickr
Flickr Badges Widget

Como começar?

 
<span class='title def_style'>
<span class='title-text'>
<span class='firstword'>Como</span> começar?
</span>
</span>

Marque uma aula hoje mesmo no Instituto Lohan. Basta agendar aqui. Entenda como começar no Kung Fu!