Venerável Shisuxi 释 素 喜

Ven. Shi Suxi (Chin .: Shì Sùxǐ 释 素 喜)

Com o falecimento do último grande monge das gerações mais velhas em 2006, o mosteiro de Shaolin se despediu de uma época. O espírito eterno de seu coração e ensinamentos, no entanto, ilumina o caminho para seus discípulos e seguidores do Dharma em sua linhagem hoje, enquanto eles se esforçam para entrar nesta nova era para Shaolin.

Shaolin Elder Shi Suxi (Chin .: Shì Sùxǐ Zhǎnglǎo 释 素 喜 长老) viveu uma vida longa e célebre. Como o último monge a entrar no templo antes da Libertação (Chin .: Ji’fàng 解放 – referindo-se à vitória dos comunistas sobre os nacionalistas em 1949), ele é um link para os ensinamentos dos mestres de Shaolin da dinastia Qing.

Ele experimentou muitas tragédias e injustiças, tendo vivido as mudanças tumultuadas em Shaolin ao longo do último meio século. No entanto, sua devoção ao templo sempre o mantinha muito próximo, protegendo e defendendo arduamente suas tradições – às vezes em segredo.

O seguinte é a história do Ven. Vida de Shi Suxi, sua devoção e grandes contribuições para o Mosteiro Shaolin, pelo qual estamos muito gratos a ele. Que este artigo faça jus à sua lenda e inspire os que seguem o Dharma em sua linhagem a se dedicarem ao desejo de que a cultura Shaolin seja genuinamente mantida e difundida – o mais importante é a filosofia e experiência do que é denominado “A Unificação de Chan e Quan “(Chin .: Chán Quán Héyī 禅 拳 合一).

Namo Amituofo.南 无 阿弥陀佛

Primeira infância

Ven. Shi Suxi nasceu Geng Jinzhu (Chin .: Gìng Jīnzhù 耿金柱) em 27 de setembro de 1924 do calendário lunar chinês para uma família muito pobre de camponeses em uma pequena vila fora de Dengfeng (Chin .: Dēngfēng 登封) na província central de Henan, na China (Chin .: Hénánshěng 河南省), não muito longe do Mosteiro de Shaolin.

Metade de um ano após seu nascimento, sua mãe faleceu. Ele foi criado por seu pai, um vendedor de livros que tinha um relacionamento muito bom com os monges de Shaolin e muitas vezes recebia assistência deles quando precisava. No entanto, um inverno terrível, quando Geng Jinzhu tinha 11 anos, seu pai congelou até a morte em uma cabana de capim. Depois Jinzhu se juntou a seus primos enquanto eles imploravam por comida. Muitas vezes intimidados e humilhados, eles não tinham outra escolha.

Naquela época havia um mestre monge de Shaolin com o nome de Dharma Shi Zhenxu (Chin .: Shì Zhēnxù 释 贞) que viajou pela vila para ensinar o Buddha-Dharma (Chin .: fófǎ 佛法). Vários aldeões que estavam familiarizados com a situação de Geng Jinzhu contaram sua história ao mestre, ao que ele pediu papel e uma escova. Ele então deixou a seguinte nota para o menino;

“Apesar da sua pobre família,

Você aponta tão alto quanto o céu

(jiā hán zh língyún 家 寒 志凌 云)

Em um momento de iluminação súbita,

Você vai se recuperar da sua doença.

(dùnwù jí fù chūn 顿悟 疾 复 春)

Com miríades de seres em seu coração,

Você se tornará um Buda em Shaolin.

(xiōng zhuāng shíwàn shēng 胸 装 十万 生

chéng fó zài shàolín 成佛 在 少林) “

Quando terminou de escrever, o Mestre Zhenxu se despediu de bom humor. O jovem Jinzhu saiu de sua casa para alcançar o mestre, mas para sua surpresa o mestre estava se movendo tão rápido, como se estivesse voando. Em um piscar de olhos ele já estava a centenas de passos de distância. Encarando a imagem desbotada do Mestre Zhenxu, Jinzhu suspirou; “Shaolin Gongfu, é realmente incrível!” (Chin .: Shàolín Gōngfu, guǒrán lìhai 少林 功夫 , 果然 厉害)

Jinzhu então correu ao mosteiro de Shaolin em busca do mestre. Na chegada, ele encontrou o Mestre Zhenxu esperando no salão de hóspedes. Ele então descobriu que pendurar na parede à esquerda era um poema que dizia:

“Tempestades atacadas no 17º ano,

(Chin .: bàofēngyǔ xí shíqī nián 暴风雨 袭 十七 年)

Demônios e fantasmas causaram estragos no mundo,

(Chin .: èmó guǐguài huò rénjiān 恶魔 鬼怪 祸 人间)

Os salões esplêndidos foram destruídos pelo fogo do senhor da guerra,

(Chin .: bìdiàn huǐ yú jūnfá huǒ 碧 殿 毁于 军阀 火)

Todos os monges ficaram exasperados:

O lugar para a prática do Dharma foi perdido.

(Chin .: zhòng sēng hènnù fǎ wúyuán 众僧 恨 怒 法 无缘) “

O poema foi sobre o incêndio do mosteiro de Shaolin em 1928 (17º ano da República da China) pelo senhor da guerra Shi Yousan (Chin .: Shí Yǒusān 石 友 三). Mestre Zhenxu viu Jinzhu perceber e testá-lo, permitindo que ele criasse um poema de quatro linhas em resposta. Jinzhu imediatamente deixou escapar;

“A Terra Pura foi pisoteada e poluída pelos demônios,

(Chin.: Jìngtǔ wūrǎn mó zuòguài 净土污染魔作怪)

As retribuições por bondade ou maldade virão mais cedo ou mais tarde,

(Chin .: shàn è bàoyìng chízǎo lái 善恶 报应 迟早 来)

Wildfire não pode destruir o verdadeiro Chan,

(Chin.: yěhuǒ bù huǐ zhēn Chánzōng 野火不毁真禅宗)

As salas do templo serão ainda mais brilhantes no próximo ano.

(Chin .: míngnián qún diàn gèng guāngcǎi 明年 群 殿 更 光彩) “

Mestre Zhenxu ficou surpreso com as palavras do menino e aceitou-o no templo.

Ordenação

 

 

Quando Geng Jinzhu tinha 11 anos, ele já havia perdido os pais e se tornado um mendigo. No entanto, devido à devoção budista de seus pais e ao relacionamento próximo com os monges de Shaolin, que gentilmente ajudaram sua família, ele teve uma fé precoce no Buda. Naturalmente, o mosteiro de Shaolin é onde ele acabou.

Ele primeiro entrou no templo em 1936 com a idade de doze anos. Mestre Zhenxu depois o ordenou como um jovem monge noviço (Chin .: xiǎoshāmí 小 沙弥) no templo e deu a ele a 30ª geração Shaolin Dharma – nome Shi Suxi (Chin .: Shì Sùxǐ 释 素 喜), um nome que significa simplesmente “Plain”. Felicidade”.

Em 1942, aos 18 anos, ele foi enviado para a cidade de Xi’an, na província de Shanxi (Chin .: Shǎnxīshěng Xī’ānshì 陕西 省 西安市) para receber os preceitos Bhikshu completos (Chin .: jùzújiè 具足 戒) no Daxingshan. Mosteiro (Chin .: Dàxīngshànsì 大兴 善 寺). Depois de passar pela ordenação completa, ele retornou ao Mosteiro de Shaolin para continuar seu estudo e prática budista.

Shaolin Wugong

 

 

Naquela época, era seu dever cortar madeira, buscar água e realizar várias tarefas ao redor do templo. Mestre Zhenxu observou quando o jovem Suxi trabalhava todos os dias. Ele notou a paciência natural que ele teve na realização de cada tarefa, bem como sua conduta bem-humorada e gentil consideração pelos outros. Então, ele decidiu começar a ensinar-lhe as habilidades guerreiras de Shaolin (Chin .: Shàolín Wǔgōng 少林 武功). Na verdade, muitos dos monges em Shaolin gostavam tanto dele que muitas vezes lutavam uns com os outros pela chance de passar seus conhecimentos para ele.

Ven. Suxi tornou-se uma enciclopédia viva herdando Shaolin Wugong dos mestres da Dinastia Qing. Seus conhecimentos incluíam numerosos conjuntos de armas e mãos vazias, bem como artes mais raras de Shaolin, como pontos vitais para pressionar os dedos (Chin .: diǎnxué 点穴). Ele também foi o último monge das gerações mais velhas a dominar a arte das Habilidades Budistas-Rosáceas Arhat (Chin .: Luóhàn Fózhūgōng 罗汉 佛珠 功). Sua grande determinação no estudo e prática ao longo das décadas lhe valeu o apelido de “Shaolin Boxing King” (Chin .: Shàolín Quánwáng 少林 拳王).

Entre 1960 e 1962, o Ven. Suxi era o estudante budista número um na China e foi selecionado para ser enviado a Pequim para educação formal no Beijing Buddhist College (Chin .: Běijīng Fóxuéyuàn 北京 佛 学院). Após a formatura, ele retornou ao mosteiro de Shaolin, onde se tornou o mestre de perfurocortantes (Chin .: wǔgōng jiàotóu 武功 教头). Todo o tempo ele ansiava por conhecimento para desenvolver ainda mais Shaolin Wugong. Ele convidou muitos mestres do boxe chinês (Chin .: quánshī 拳师) de vários estilos para compartilhar e comparar suas habilidades, a fim de desenvolver e difundir a cultura Shaolin (Chin .: Shàolín Wénhuà 少林 文化).

Nenhum obstáculo jamais atrapalhou sua prática. Em relação ao treinamento tradicional, ele disse;

“Pratique sem pausa,

(Chin .: quán bù lí shǒu 拳 不离 手)

(Literalmente .: o boxe não sai da mão)

Com o pau sempre ao seu lado,

(Chin .: gùn bù lí shēn 棍 不离 身)

(Lit .: bastão não sai do corpo)

A prática da ética do guerreiro vem em primeiro lugar,

(Chin .: xí wǔdé wéi xiān 习武 德 为 先)

Não tenha medo de ser atacado

(Chin .: bù pà xiān áidǎ 不怕 先 挨打)

Bem-vindo um atacante com um rosto sorridente

(Chin .: xioliǎn yíng rén qī 笑脸 迎 人 欺)

Um bom mestre introduz a ética do guerreiro,

(Chin .: liáng shī jiè wǔdé 良师 介 武德)

A dificuldade sempre produz um especialista.

(Chin .: kǔ héng chū gāoshǒu 苦 恒 出 高手) “

Resistindo aos japoneses

 

Em dezembro de 1944, os exércitos japoneses se posicionaram em Dengfeng e bloquearam todas as estradas de entrada para a cidade. O mosteiro de Shaolin também ficou preso no terror. O capitão japonês levou 30 soldados ao templo várias vezes para assediar os monges, roubar relíquias culturais e destruir as estátuas budistas.

Naquela época, os soldados anti-japoneses do general Pi Dingjun (Chin .: Pí Dìngjūn Jiāngjūn 皮 定 钧 将军) estavam próximos. O general Pi Dingjun enviou o membro do partido Wei Nianming (Chin .: Wéi Niànmíng 韦念銘), disfarçado de professor que abre uma escola, para ser colocado em Shaolin.

Em fevereiro do ano seguinte, em uma madrugada, enquanto os monges de Shaolin estavam no Thousand Buddha Hall (Chin Qianifódiàn) participando de seus rituais matinais, o exército japonês de 60 ou mais homens partiu da cidade para cercar e destrua o templo.

 

O membro do partido comunista Wei Nianming estava no templo se recuperando de uma doença. Ven. Suxi levou-o nas costas para fugir com os outros monges para um pico de montanha para escondê-lo, apenas para perceber que os soldados inimigos já os haviam cercado completamente.

Wei Nianming deu sua arma ao Ven. Suxi e ordenou que ele resistisse. Suxi pegou a pistola, em pé no topo do pico e disparou três tiros na ravina. Imediatamente os outros monges começaram a atirar pedras pela montanha, fazendo com que os japoneses recuassem.

Preservando a Cultura Shaolin

Entre os anos de 1959 e 1961, Dengfeng passou por uma seca de três anos. Sem nada para comer, muitos monges retornaram à vida secular. Apenas o Ven. Suxi e outros 16 monges ficaram para vigiar o templo. Quando a situação da seca piorou, os monges começaram a sair um por um. Se o Ven. Suxi e alguns outros também haviam saído, possivelmente o Shaolin teria terminado.

Durante o período da Revolução Cultural (Chin .: Wénhuà Dàgémìng 文化大革命 – 1966-1976) muitos Guardas Vermelhos (Chin .: Hóngwèibīng 红卫兵) vieram destruir as estátuas budistas do templo e queimar os Sutras. Ven. Suxi era visto como um grande latifundiário (Chin .: dàdìzhǔ 大地主), e foi assim retirado quase todos os dias para sofrer críticas públicas e humilhação (Chin .: pīdòu 批斗) nas mãos dos Guardas Vermelhos por seus “crimes”.

Há muitas histórias bem conhecidas daqueles tempos contados em torno de Shaolin nos dias de hoje. As pessoas falam de como a área estava no caos e qualquer um poderia adulterar dentro do templo.

Uma vez houve algumas jovens colegiais que puxaram o Ven. Suxi para denúncia pública, provando seus “crimes”. Eles bateram nele até que ele teve cortes e contusões, mas o “Shaolin Boxing King” nunca usou suas habilidades para se defender contra seus ataques e combatê-los. Em vez disso, ele calmamente suportou seu tratamento até que ele pudesse se esconder no banheiro por tempo suficiente para que eles desistissem e saíssem enquanto os guardas vermelhos seguiam em frente.

Durante esse período, havia muitas crianças pequenas que entravam no templo e brincavam, danificando os murais e as estátuas com pedras e gravetos. Ven. Suxi cobriu as paredes e estátuas com seu corpo para protegê-los dos ataques. É claro que ele foi atingido pelas pedras voadoras e atingido pelos galhos, mas protegeu a imagem do Buda, como era seu único dever.

Depois, algumas pessoas lhe perguntaram por que ele não usava sua capacidade de resistência para resistir ou ameaçar os Guardas Vermelhos e as crianças. Ele disse; “Um – eles são crianças e não são sensíveis. Dois – o nosso wugong é usado para fortalecer o corpo e manter a saúde, para desenvolver a virtude e disciplinar o mal. Três – um budista deve tratar as pessoas com tolerância.”

A fim de proteger as relíquias culturais de danos e perdas futuras, o Ven. Suxi ajudou o então abade honorário do mosteiro de Shaolin, Ven. Shi Dechan (Chin .: Shì Déchán 释 德 禅), ao distribuir uma porção dos Sutras e tabuletas escritas para cada um dos monges, ordenando-lhes que memorizassem completamente – até onde o estilo caligráfico usado para escrevê-los e suas datas . Tudo tinha que ser memorizado com precisão. Dessa forma, depois de tudo ter passado, eles poderiam ser recuperados. Depois de recitar e memorizar, os monges enterraram os textos e as estátuas no subsolo.

Todas as injustiças Ven. Suxi viveu ensinou-lhe algo muito doce, uma linha que ele repetia frequentemente; “A tolerância é como jaca” (Chin .: rěn rǔ bōluómì 忍辱 菠萝蜜). Se você exercita a tolerância, depois do evento você descobrirá que é como comer a fruta mais doce da Jaca do mundo.

Servindo como abade

 

Durante a sua vida no Mosteiro de Shaolin, antes da Libertação e depois, o Ven. Suxi saiu para atuar como abade do templo por um total de cinco vezes. Agir como abade em tais períodos de turbulência era difícil, especialmente à medida que envelhecia e ficava cada vez mais fraco. Ele não podia descobrir responsabilidades tão pesadas. Como líder do templo, ele teve que sofrer muitas humilhações públicas durante a Revolução Cultural. No entanto, ele nunca reclamou. Ele sempre ficou em pé e fez apenas como ele sabia ser seu dever.

No tempo da grande seca, ele estava obrigado a não voltar atrás, como muitos outros voltaram à vida secular. Sem nada para comer, ele levou os monges remanescentes a cultivar a terra entre o templo e a Floresta do Pagode (Chin .: Tǎlín 塔林), de modo a permanecer em Shaolin, para proteger o templo e confiar em si mesmos. Ele ensinou-lhes onde encontrar ervas comestíveis e casca de árvore. Às vezes ele quase morreu de fome, porque ele deu sua comida (casca de árvore) para os outros. Contudo, suas habilidades meditativas de Chan sustentaram sua vida através das dificuldades enquanto ele liderava os outros monges.

A quarta vez Ven. Suxi saiu para agir como abade quando Shaolin estava apenas começando a se recuperar. O governo começou a ajudar na restauração em 1974, mas o processo estava se movendo lentamente. Ven. Shi Xingzheng (Chin .: Shì Xíngzhèng 释 行 正), o 29º abade oficial do Mosteiro de Shaolin tinha ido a Pequim. O primeiro dia liderando o templo desta vez, Ven. Suxi levou os monges diretamente ao trabalho, trabalhando para reconstruir o templo.

Em 1990, ele assumiu a liderança como abade interino pela quinta vez. A essa altura, a vida e o estudo do templo haviam começado a voltar ao normal, mas a reconstrução do templo estava uma bagunça. Ele primeiro trabalhou no Salão do Dharma (Chin .: Fǎtáng 法堂), Torres do Sino e Tambor (Chin .: Zhōng Gǔlóu 钟 鼓楼), endurecimento do pavimento no templo e restauração do restante dos edifícios do complexo do templo. .

Doença

O que faz o Ven. A história de Suxi é muito mais inspiradora, pois através de todo o caos que ele experimentou, havia também uma doença física para lidar. Quando jovem aos 30 anos sofreu um derrame. Mais tarde foi diagnosticado como Doença de Parkinson. Em 1983, perto dos 60 anos de idade, ele começou a adoecer, perdendo algum movimento e coordenação em suas pernas e pés, mas ele ainda persistiu em sua prática de Shaolin Boxe, e até se juntou ao Ven. Dechan e outros formaram o “Grupo para a Escavação e Sistematização das Artes Marciais de Shaolin” (Chin .: Shàolín Wǔshù Wājué Zhěnglǐ Xiǎozǔ 少林 武术 挖掘 整理 小组). Como chefe do grupo, ele desenterrou, coletou e organizou previamente habilidades tradicionais de Shaolin Wugong, incluindo métodos de boxe (Chin .: quánfǎ 拳法) e conjuntos (Chin .: tàolù 套路). Ele então os compilou em textos publicados, como as “Transmissões Secretas do Boxe Shaolin” (Chin .: Shàolín Quánshù Mìchuán 少林 拳术 秘传).

Em 1987, Shaolin Abade Shi Xingzheng faleceu. Seis anos depois, em 1993, o honorável abade Shi Dechan faleceu. Naquela época, o Mosteiro Shaolin havia estabelecido uma Comissão Reguladora (Chin .: Guǎnlǐ Wěiyuán Huì 管理 which) que o Ven. Suxi deveria liderar. No entanto, na década de 90 sua condição médica começou a piorar e ele teve que renunciar.

Sua doença de Parkinson estava avançando. Ele perdeu o controle do braço direito e teve problemas com a fala. No entanto, como se nenhum fator externo pudesse afetar seu espírito, ele continuou a viver em “pura felicidade”, como seu nome de Darma, recebendo essa doença ofensiva com um rosto sorridente e tratando o mundo com tolerância, gentileza e compaixão.

Legado

Ao longo dos anos Ven. Suxi aceitou muitas pessoas como discípulos seculares da tradição Shaolin. Dizem que seus discípulos podem ter mais de 30.000 pessoas, vindos de todas as províncias da China e de todas as partes do mundo. Seus discípulos monge mais próximos incluem o Mestre Shi Deyang (Chin .: Shì Déyáng 释 德扬) que foi o primeiro entre eles. Os grandes e talentosos mestres Shi Deqian (Chin .: Shì Déqián 释 德 虔), Shi Dejian (Chin .: Shì Déjiàn 释 德 建) e Shi Deru (Chin .: Shì Dérú 释 德 如) também são anciãos da família. .

Nos primeiros anos do século XXI, o Ven. Suxi, juntamente com seu principal discípulo, Mestre Deyang e cerca de 20 monges guerreiros (Chin .: wǔsēng 武僧) viajaram para a Província de Fujian (Chin .: Fújiànshěng 福建省) para restabelecer o Mosteiro Shaolin do Sul em Putian (Chin .: Pútián Nánshàolínì 莆田 南少林寺). Este templo tornou-se um segundo lar para o Ven. Suxi e hoje em dia, devido a suas grandes contribuições, o mosteiro Putian de Shaolin do Sul está funcionando plenamente com os monges que seguem as tradições culturais de Shaolin.

Em 2002, o Mosteiro de Shaolin, liderado por seus discípulos, construiu um pagode para ele na Floresta do Pagode de Shaolin. É uma imensa honra para um monge ter um pagode construído para eles enquanto ainda estão vivos. Esta foi também a primeira vez que isso foi feito em mais de 200 anos. O pagode retrata as muitas eras da história mundial pelas quais ele viveu, incluindo fotos do trem, avião, barco, carro, filmadora e computador. Há também uma tabuinha de pedra com os nomes de seus discípulos mais próximos e alguns dos nomes de seus discípulos também, mostrando a propagação do Dharma através de sua linhagem hoje. O Pagoda Forest é hoje um Patrimônio Cultural que está sendo preservado. Ven. O pagode de Suxi será o último a entrar.

Em 2004, houve uma grande celebração no Mosteiro de Shaolin para o Ven. 80º aniversário de Suxi. A área estava repleta de monges, discípulos e leigos e mulheres de todo o mundo para celebrar a vida desse homem. Embora para ele, ele seja apenas um monge budista comum e tudo o que ele fez foi seu dever como tal. Na celebração, as pessoas receberam raros sacos de monges dedicados ao seu 80º aniversário, um dvd da sua vida e legado, bem como uma réplica em miniatura do seu pagode.

Ele passou mais de 70 anos dedicados à proteção e propagação da Cultura Shaolin Tradicional, durante a qual ele restabeleceu o Mosteiro Shaolin com suas tradições culturais que incluem “Três Tesouros” de Shaolin (Chin .: Shàolín Sānbǎo 少林 三宝) (ie: Budismo Chan, Wugong e Medicina Tradicional (Chin .: Chán, Wǔ, Yī 禅 武 医)). Seus discípulos estão espalhados por toda parte e ele confiou a tradição Shaolin para ser herdada e passada para as próximas gerações através de discípulos próximos, como Mestre Deyang.

No último capítulo final de sua vida e legado, Shaolin começou a desfrutar de um maravilhoso período de florescimento novamente. Se ele tivesse desistido como muitos outros quando era mais importante, quando era mais difícil, Shaolin certamente não estaria aqui hoje.

Em 9 de fevereiro de 2006 do calendário lunar chinês, o Ven. Suxi faleceu (Chin .: yuánjì 圆寂) depois de 82 anos-70 em serviço a Shaolin. Palavras não podem expressar a magnitude de suas contribuições para Shaolin e para o mundo, mas seu legado vive naqueles que sinceramente praticam a manutenção de seus ensinamentos “sem pausa”.

Antes de sua morte, ele foi visitado pelo atual abade de Shaolin, Ven. Shi Yongxin (Chin .: Shì Yǒngxìn 释永信). Enquanto segurava a mão de Yongxin, ele repetiu as palavras que também são sua admoestação final para todos nós;

“Shaolin é Chan, não Quan”

(Chin .: Shàolín shì Chán, bùshì Quán Shaolin é Zen não é um punho)

       

About The Author

Eu ensino a trabalhar, lutar e comer. Podemos rir e chorar juntos. Eu não serei seu guia espiritual! Há 20 anos ensino Kung Fu, Budismo e Cultura Chinesa aos brasileiros. Junte-se a mim nesta jornada!

Recent Posts

 
Lista de sucessão de abades Shaolin
Share this on WhatsAppLista de sucessão de abades Shaolin Dynasty Name Term Notes Northern Wèi Dynasty (北魏朝) 386-535 Bátuó 跋陀 495-520 Sēngchóu 僧稠 520-560 Northern Zhōu Dynasty (北周朝) 557–581 574-580 Zhōu persecution of Buddhism 577 – Shaolin Temple destroyed and closed. 580 – Shaolin Temple opened and reconstructed. Zīyún 资云 580?-? Suí Dynasty (隋朝) 581-618
Venerável Shisuxi
Share this on WhatsAppVen. Shi Suxi (Chin .: Shì Sùxǐ 释 素 喜) Com o falecimento do último grande monge das gerações mais velhas em 2006, o mosteiro de Shaolin se despediu de uma época. O espírito eterno de seu coração e ensinamentos, no entanto, ilumina o caminho para seus discípulos e seguidores do Dharma
Véspera de ano novo chinês 2019
Share this on WhatsAppO Ano Novo Chinês é uma referência à data de comemoração do ano novo adotada por diversas nações do oriente que seguem um calendário tradicional distinto do ocidental, o calendário chinês. As diferenças entre os dois calendários fazem com que, todos os anos, a data de início de cada Ano Novo Chinês caia em uma data diferente do calendário ocidental.
Festival das Lanternas 2019
Share this on WhatsApp  O Festival das Lanternas data de 2.000 anos atrás. No começo da dinastia Han Oriental (25-220), o Imperador Han Mingdi era um defensor do budismo. Ele ouviu que alguns monges iluminavam lanternas nos templos para mostrar respeito ao Buda no décimo quinto dia do primeiro mês lunar. Portanto, ele ordenou que todos
Lohan App
Share this on WhatsAppAplicativo do Lohan Apresentamos orgulhosamente o Lohan App. Fantástico aplicativo que ajuda os novos interessados a conhecer o Lohan mais detalhadademente, tirar dúvidas e agendar aula teste, e dá suporte para que quequeles já associados a instituição possam acompanhar as novidades e eventos, e ler as novas publicações dos sites! Você pode
Comemoração dos alunos Lohan
Share this on WhatsAppO Ano Novo Chinês é uma referência à data de comemoração do ano novo adotada por diversas nações do oriente que seguem um calendário tradicional distinto do ocidental, o calendário chinês. As diferenças entre os dois calendários fazem com que, todos os anos, a data de início de cada Ano Novo Chinês caia em uma data diferente do calendário ocidental.
Exibição de Formas
Share this on WhatsApp O taolu inclui padrões e manobras de artes marciais, pelas quais os competidores são julgados e classificados por um júri consoante a perfeição da execução de movimentos que incluem golpes no ar com os punhos, os pés, saltos e o manuseamento de uma vasta sorte de armas e objetos. É, por
Sifu Teddy Lai
Share this on WhatsAppConsiderado hoje em Hong Kong como o grande estudioso das artes marciais tradicionais chinesas, Teddy Lai nasceu em 4 de julho de 1961 em Hong Kong – China. Em sua infância, adorava os filmes de Kung Fu populares na época, isso o fez ter uma enorme admiração por seus tios que eram mestres de Kung Fu. Seu tio Chan Shing Biu era
Ano Novo Chinês 2018
Share this on WhatsAppAno do Cão O ano lunar do Cão corresponde no Zodíaco Ocidental, ao signo da Balança. Este ano está virado para a justiça e afeição. O Cão gosta da honestidade e muitos dos problemas podem vir da sua atitude justiceira. Tudo será balançado precariamente no ano do Cão. A cena diplomática será
Leões no Portal
Share this on WhatsAppA passagem dos leões por sob o portal do Templo Lohan nos jardins da Gunag Yin! Dança do leão (chinês: 舞獅; pinyin: wǔshī) é uma forma de dança tradicional na cultura chinesa, na qual os participantes imitam os movimentos de um leão usando uma fantasia do animal. O traje de leão pode ser manejado por um único dançarino, que salta
Demonstração na Graduação
Share this on WhatsApp As demonstrações do Teste de Proficiência e Graduação na Cerimônia de Baishi foram simples, mas muito incríveis e sinceras. Não foi uma apresentação artística, mas uma celebração da união dos irmãos e família e culto ao Kung Fu e ao Shaolin. Obrigado novos discípulos e parabéns aos antigos! Amituofo Share this
Sabre e escudo
Share this on WhatsAppUm breve treino que durou 15 minutos no máximo onde revivi uma tradicional técnica de Kung Fu. O Tui Lien 5 bastões contra sabre e escudo! Pessoal consegui ter muita intimidade e os movimentos básicos nasceram com harmonia. Agora é continuar treinando! Share this on WhatsApp
Shaolin em Taiwan
Share this on WhatsAppO Discipulo Carlos César foi passar uma experiência em Taiwan com os irmãos do Tao e viajou a templos, santuários, casas de chá, locais tradicionais e antigos de Taiwan, ilha baluarte da resistência da tradicional cultura, religião e filosofias chinesas depois que a onda vermelha varreu o solo da China Continental. Durante
Erick Cavalcante
Share this on WhatsAppOlá, saudações a todos os leitores, meu nome é Erick Cavalcante, sou aluno e recentemente me tornei discípulo formal do Instituto Lohan ao participar da cerimônia de Paisi no Templo Lohan. Agradeço muito ao convite do Shifu Luis Mello para expor minha visão sobre o Kung Fu, na condição de iniciante, abordando
Shaolin
Share this on WhatsApp Um trecho do relato sensacional de Américo Sommerman, editor da Pollar Editora, responsável por traduzir fielmente a obra do Abade do Templo Shaolin, Shiyongxin para o português! Momento histórico do Kung Fu mundial, do Brasil, do Budismo Mahayana e do orientalismo em geral! Share this on WhatsApp
A pedra
Share this on WhatsAppTinha uma pedra no meio do caminho, no meio do caminho tinha uma pedra! A pedra! Está é a mesma pedra que tentamos quebrar no braço do Shifu Dangelo Pichezzo no programa da Sabrina na Record e não conseguimos e finalmente acertamos as contas no dia do Baishi! A pedra foi quebrada! Share this
Cerimônia
Share this on WhatsApp A Cerimônia de Graduação e  Bàishī 拜師 do dia 02 de dezembro foi intenso. Iniciamos com a manutenção do Templo logo de manhã e com a aula formal especial das 10hs da manhá comandada pelo 徒弟Túdì (aprendiz) com a posição de 師弟Shīdì (irmão mais novo) Junior Borbanogo seguida do tradicional momento do Chá ao
Baishi 拜師
Share this on WhatsAppPor Dani Hu 琥 少 修 Baishi 拜師 Trata-se de uma das cerimônias mais significativas no Kung Fu tradicional, uma vez que, ela ocorre por ocasião da aceitação formal de um discípulo pelo mestre. Podemos traduzir como reverencia ao Shifu (師父), indicando uma forma de prestar respeitos ao mesmo, enquanto ele o acolhe em sua família perante
À espera
Share this on WhatsApp Mestre Shi Deyang começou a treinar no Templo Shaolin quando ele tinha  tenra idade e é descendente da 31ª geração de monges guerreiros de Dengfeng sendo discípulo direto do abade da cultura Shaolin espiritual, Grande Mestre Superior Shi Suxi que foi um dos últimos monges guerreiros de Shaolin no Século 21
Gung Gee
Share this on WhatsAppO Hung Ga Kuen (洪家拳), Hung Ga (洪家) ou Hung Kuen (洪拳), em mandarim (洪家拳) hong jia quan. É um sistema de kung fu desenvolvido no século XVII, que está associado ao herói popular chinês Wong Fei Hung, que foi mestre de Hung Ga. Considerado um sistema Nan Quan, este é um
Lohan com a Yazigi
Share this on WhatsApp Campanha da Yazigi no Templo Lohan com nossos leões chineses…e no final o santuário do Kwan Kun! A ideia é que se você sabe inglês, poderá estar em qualquer lugar! Muito bom! Aparecemos pouco, mas tá valendo! Link original da Yazigi: https://www.youtube.com/shared?ci=Rzw55hGPyDw Não ensinamos apenas inglês. Formamos Cidadãos do Mundo. Yázigi.
Evidências
Share this on WhatsAppMeir Shahar[*] [mshahar@post.tau.ac.il] Tradução de Rodrigo Wolff Apolloni[**] [shaolin.curitiba@avalon.sul.com.br] O mosteiro de Shaolin é provavelmente um dos mais famosos templos budistas do mundo. A razão não está ligada a contribuições doutrinárias de seus monges residentes, tampouco às tradições que associam o mosteiro à figura de Bodhidharma (Ta Mo), o fundador lendário da
CASA e JARDIM
Share this on WhatsAppMatéria no Globo.com -Casa e Jardim 15 LUGARES QUE VOCÊ NÃO PODE PERDER NA LIBERDADE TEMPLO LOHAN SHAOLIN KUNG FU O QUE É O templo chinês funciona em uma antiga casa portuguesa construída nos anos 1800 e recém-reformada. O espaço oferece diversas atividades e aulas ligadas à cultura chinesa, como o kung fu e o budismo. DICAS O
Dança do dragão e leão
Share this on WhatsApp Dança do leão (chinês: 舞獅; pinyin: wǔshī) é uma forma de dança tradicional na cultura chinesa, na qual os participantes imitam os movimentos de um leão usando uma fantasia do animal. O traje de leão pode ser manejado por um único dançarino, que salta e movimenta energicamente a cabeça, as mandíbulas
Seminário de Wing Chun
Share this on WhatsApp Wing Chun é um sistema de luta surgido no sul da China que se distingue pela economia de movimentos e utilização da estrutura óssea. Sendo um dos sistemas de luta mais populares em todo o mundo atualmente, a arte baseia-se na leitura da inteligência da “Garça” com a “Serpente” e na
Jornal da Gazeta
Share this on WhatsApp Um professor de artes marciais que desafia o próprio corpo. Ele consegue cravar pregos na mão, quebrar tijolos com a cabeça e entortar ferro, resultados de anos de treinamento. E com tantas habilidades, ele atrai alunos de várias partes do Brasil.   Categoria(s): Jornal da Gazeta / Jornalismo / Notícias Share
Cerimônia de Benção do Templo Lohan
Share this on WhatsApp Sutra do Coração O Bodhisattva Avalokitesvara praticava profundamente o Prajna Paramitta (a sabedoria) e viu claramente o vazio de todos os cinco agregados, e assim libertou-se de todos os sofrimentos. Ó Shariputra, forma não se diferencia de vazio, vazio não se diferencia de forma. Forma é exatamente vazio, vazio é exatamente
Virada de Ano Novo Chinês
Share this on WhatsApp Festa da Primavera da China Como o Natal para o Ocidente, a Festa da Primavera é a o evento mais importante de todo o ano para os chineses. Com o passar do tempo, a gente chinesa tem registrado mudanças tanto no conteúdo como na maneira daquela importante festa. Porém, sua posição
Ano Novo Chinês
Share this on WhatsApp Ano do Galo O otimismo do ano do macaco sobrepõe o ano do galo, mas o galo tende a ser muito confidente e é determinado nos seus planos. Quando o galo colorido trouxer dias brilhantes e felizes, dissipará também a energia. Os seus trajetos são práticos e bem provados. Esqueça esse
Matéria no G1
Share this on WhatsApp Queima de incenso em papel marca chegada do Ano Novo Chinês em templo na Liberdade Comemorações pelo Ano do Galo terminam neste domingo no tradicional bairro oriental de São Paulo. Por G1 São Paulo 29/01/2017 08h45  Uma cerimônia de queima de incenso em papel marcou a chegada do Ano Novo Chinês

O Blog do Shifu

 
<span class='title def_style'>
		<span class='title-text'>
			<span class='firstword'>O</span> Blog do Shifu 
		</span>
	</span>

Shaolin Cha´n

 
<span class='title def_style'>
		<span class='title-text'>
			<span class='firstword'>Shaolin</span> Cha´n
		</span>
	</span>

Shaolin Temple

 
<span class='title def_style'>
		<span class='title-text'>
			<span class='firstword'>Shaolin</span> Temple
		</span>
	</span>

Templo Lohan

 
<span class='title def_style'>
		<span class='title-text'>
			<span class='firstword'>Templo</span> Lohan
		</span>
	</span>

Templo Lohan

 

Rua Conselheiro Furtado, nº445 – Liberdade, São Paulo
Mobile: (11) 9.9378.5173

https://goo.gl/maps/r88aFj7WjLz

WhatsApp Lohan

 

Flickr Widget

 
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
  • A photo on Flickr
Flickr Badges Widget

APP Google Play